Marcelo Jucá adora o metrô e de se equilibrar das freadas nos horários de rush. Quando pequeno achou que na estação Tiradentes só havia dentistas​. Cresceu no Terminal Jabaquara e na Conceição andava de patins (o que era meio proibido). Descobriu outras estações, mas ainda faltam outras, ainda bem. 

Dedica este livro a filha Maya e a Maria Clara, sua super companheira. Ela é um GPS bem melhor do que Ele, mas no metrô, ela, às vezes, se enrosca nas catracas. Contudo,  sempre conseguem chegar ao destino juntos. 

Para mais, acesse: www.marcelojuca.com